O “ovo” ao poder


Olá! Eusou a Marta Cortez, criada e educada numa família de forte tradição minhota. Escolhi como tema desta edição o ovo, este “senhor” conhecido e reconhecido pelos melhores motivos tanto pelos entendidos em nutrição como também pelos grandes chefes de cozinha. Nesta altura do ano o ovo ganha fama e poder devido às varias formas de utilização nas iguarias de Páscoa. Do meu ponto de vista trata-se de um alimento fabuloso e muito familiar que me acompanha desde tenra idade. Sendo eu descendente de uma família onde a cozinha sempre foi o meio utilizado para partilha de afetos e união familiar, desde pequena foi-me ensinado o quanto o ovo é importante devido à sua enorme versatilidade e características nutricionais. Lembro-me perfeitamente das deliciosas gemadas da minha mãe em tempo de inverno como forma de prevenção de gripes e constipações e das palavras da avó Ester “o trabalhinho da criança é pouco, mas quem o perde é louco”, quando me deixava ajudar na cozinha. Claro está que nesta idade não passava de uma mera menina de recados, encantada e fascinada pela arte da culinária, desejando ser como a avó. Falar-vos deste tema é reviver momentos de meninice, recheados de recordações fabulosas.

Tudo começava com a procura nos ninhos destas preciosidades. A minha sábia avó escolhia os ovos para utilizarmos na cozinha entre muitos outros para chocarem. Era uma verdadeira aventura esperar para ver frágeis pintos nascerem… Mas o senhor ovo não se demarca apenas e só neste papel. É também um perfeito elemento decorativo. Pintar ovos da Páscoa é uma divertida atividade em família. Eu que o diga!

Hoje vou deixar-vos uma sugestão simples, nutritiva e saudável onde o ovo é rei. Até à próxima!

Revolto de espargos verdes com pimenta rosa

Ingredientes

– 1 molho de espargos verdes;
– 6 ovos;
– 1 dente de alho;
– Azeite, flor de sal e pimenta rosa q.b.

Preparação:

Comece por lavar bem os espargos. Dobre o caule dos espargos até quebrar. Mergulhe-os em água a ferver, temperada com um pouco de sal, deixando-os ferver por alguns minutos, mas de maneira a que não fiquem demasiado moles. Escorra-os, deixe arrefecer e parta-os em pedaços pequenos e regulares.

Bata ligeiramente os ovos, temperando com uma pitada de sal e pimenta rosa.

Numa frigideira, coloque um pouco de azeite e junte um dente de alho esmagado para aromatizar. Deixe refogar um pouco, mas sem tostar. Junte os espargos e acrescente os ovos, mexendo sempre com uma colher de pau, até que os ovos fiquem sequinhos e cozinhados.

Acompanhe com uma tosta de pão rústico com um pouco de alho e azeite.

1 Comment

  • Luísa Magalhães
    4 meses ago

    Costumo fazer algo semelhante mas a sua receita apresenta uma técnica diferente, parece-me delicioso, vou experimentar.

    Luísa Magalhães

Deixe uma resposta

PortugalEnglish